• Revista Gruvi

Trap, reflexões e latinidades: veja lançamentos das duas primeiras semanas de junho


Prestes a completar um ano do seu primeiro lançamento, a cantora Ororo lançou, no dia 13 de junho, o clipe da canção “Toque do Celular”. Fazendo jus aos rumores de que seria uma grande promessa do Trap Pernambucano, a cantora traz em sua nova produção uma mistura de empoderamento feminino, afrontamento e muito hype. A letra da canção de autoria de Ororo relata um assédio moral sofrido pela cantora. O beat da foi produzido por Jovem Ralph e a produção audiovisual é resultado de uma parceria entre as produtoras HoodCave e Almagesto. Este é o sexto clipe de Ororo, que já havia lançado: “Balmain”, “Mineradora”, “Outra Vez”, “Midas” e um remix da canção “Where Have You Been”, de Rihanna. Todas as produções estão disponíveis no canal da HoodCave no YouTube.



História Antiga - Zé Manoel


“Num país com armas apontadas, políticas ultrapassadas e olhares atravessados para nós”. Em História Antiga, o cantor, compositor, pianista Zé Manoel apresenta uma crônica dos tempos atuais em pouco mais de cinco minutos. Enquanto a letra aborda temáticas sociais relacionadas à luta antirracista, o piano de Zé se fundo com a sutileza das guitarras, baixo e do synth, instrumentos tocados pelo produtor da faixa, Luisão Pereira.

A música compõe o disco “Meu coração escuta e dita em silêncio”, previsto para ser lançado em agosto. O álbum será o terceiro registro de estúdio na carreira do músico e contará com participações de Luedji Luna e de Bell Puã.




Xô Te Vê - Olegario Lucena


“Chuva e garoa quase sempre foram os braços abertos de Garanhuns nos recebendo para esfriar nossas cabeças”. Foi no cenário familiar e chuvoso da BR-423 que surgiu o single “Xô te vê”, do músico Olegario Lucena, fortemente influenciado pelas idas e vindas à cidade. Apesar disso, a música é bem solar e animada, permeada por latinidades.

O trabalho colaborativo conta com participações de Gabi da Pele Preta - que protagonizou um monólogo sobre águas e desejos -, Agda e Revoredo; além da percussão de Nino Alves; bateria de Zeh Lucas e contrabaixo de Efraim Rocha. Guitarra, violão, teclados, voz e produção da música ficaram com o próprio Olegario.




Anjo - Léo da Bodega


Numa pegada love song, Léo da Bodega lançou, nessa quinta-feira (18), a música “Anjo”. Acompanhada de um clipe que está disponível no canal do artista no YouTube, a canção tem um beat potente de autoria de DreiZ e uma letra romântica dedicada à namorada do artista.

O clipe, que é composto em sua maioria por imagens de celular e efeitos gráficos, foi produzido por Lombrametragem e SubversoLab. A canção também está disponível no Spotify. Menos de dois meses atrás, Léo da Bodega lançou o clipe da música “Lareira” que já conta com mais de 69 mil acessos no YouTube.




Adeus, Obrigado e Disponha - PC Silva


Prestes a lançar o seu disco de estreia, PC Silva divulgou o primeiro single do álbum Amor, saudade e tempo. Adeus, Obrigado e Disponha conta com a participação da cantora Mônica Salmaso, Diego Drão (piano), Lui Coimbra (violoncelo) e Juliano Holanda (baixo e violino), que também produz o disco, com previsão de lançamento para o segundo semestre deste ano.



Loop Infinito - Dani Carmesim


Avanços e retrocessos, sob uma perspectiva política, são as temáticas abordadas em Loop Infinito, nova música da cantora e compositora recifense Dani Carmesim. A faixa estará no novo disco de Dani, que está em fase de gravação e deve ser lançado ainda em 2020. O álbum será o segundo da carreira da artista, que lançou Das tripas coração, em 2015.






29 visualizações0 comentário

© revista gruvi. pernambuco, 2020
revistagruvi@gmail.com

Idealizada em 2020, a Gruvi é uma revista eletrônica sobre música pernambucana. Entrevistas, reportagens, resenhas e ensaios de produções relacionadas a PE.