• Revista Gruvi

Neorregionalismo, melancolia e série: confira os lançamentos dos últimos quinze dias



Gritos do Mundo – Marv!n & Chant, U-Nomad e Alpe (Vídeo)


Mais uma vez, a melancolia saiu do som coadjuvante e assumiu voz de gente. Se fez presente, no centro do universo, em forma de arte cibernética, esperando ser ouvida na dor compartilhada de quem às vezes precisa assumidamente chorar para ser ouvido. Fruto de uma parceria entre os MCs e produtores musicais MarV!n, Chant, U-Nomad e Alpe, o lyric video de “Gritos do Mundo” teve seu lançamento anunciado na última semana e já está disponível no canal do YouTube do coletivo Planeta Rato.


Na voz, os quatro primeiros dão entonação à música. No beat, Chant e U-Nomad se encarregaram de produzir o instrumental eletrônico, enquanto Daniel Lins construiu o projeto gráfico na companhia de Alfredo Bianchi, que também fez o lyric video. “Escutando os gritos do mundo, talvez você seja um grito do mundo, desesperado nesse mundo imundo esperando que alguém olhe pra você”. Na composição, as dores individuais se expandem às ranhuras de sentimentos coletivos, ainda assim, muitas vezes invisíveis.



Fogo Branco, da Joana Francesa (Single)

A banda caruaruense Joana Francesa lança Fogo branco, single que traz um diálogo bem construído entre sons regionais com elementos modernos resultando numa sonoridade que mescla o xote e o pop-rock. Gravada em home studio por causa da pandemia, a música está disponível nas plataformas digitais. Destaque também para a vistosa capa feita pelo artista plástico Fernando Duarte. O grupo, que se define como neo-regionalista, é composto por Amilcar (vocais), Luiz Ribeiro (violão, guitarra, viola e vocais), Gael Vila Nova (violão, guitarra e vocais), Gustavo Alonso (acordeon), Elter Araújo (baixo) e Artur Lima (bateria e percussão).



Cor de Mel, da Banca 021 e Afroito (Clipe)


O cantor pernambucano Afroito participa do clipe “Cor de Mel”, lançado nesta sexta-feira (9) pela banda carioca A Banca 021. Tanto o videoclipe quanto a canção trazem imagens e sons envolventes. Com uma letra que fala sobre uma relação de amor e desejo e um beat que mistura pop, brega e a batida dos tambores, “Cor de Mel” traz uma narrativa sedutora e dançante.


O encontro da banda com Afroito aconteceu durante a pandemia e a parceria nasceu virtualmente . “Ter conhecido o @afroito no meio da pandemia garimpando música, foi um presentão da Deusa. Lírio Pernambucano que chegou pra fazer muito barulho com a gente no disco novo!”, declarou a banda em uma postagem no Instagram. A música compõe o disco LSD, da Banca 021, que deve ser lançado ainda este ano.



E se não era amor, de Romero Ferro


Uma autêntica canção de tecnopop romântico. E se não era amor, composta por Romero Ferro, fala sobre a incerteza de um romance acompanhado de uma sonoridade que, por natureza, evoca uma ambiência relacionada ao amor e os seus desencontros. Apesar do lugar aparentemente comum, a música de Ferro tem uma letra fácil e bem desenvolvida, o que consolida o trabalho como uma autêntica canção pop.


Quem assina a produção musical do single é o carioca U.GOT.



Cabaret, de Bella Kahunn (Clipe)


Depois de lançar o disco Crua pelo selo pernambucano PE Squad, a artista garanhuense Bella Kahun lançou uma série de três clipes com músicas do álbum. A primeira a ganhar um clipe foi Sorte, depois Boemia e, por fim, Cabaret, todos dirigidos pelo cineasta Rostand Costa. A trilogia traz elementos visuais que dialogam com a ambiência evocada no disco. “Sorte começa com um lado mais ‘cafajeste’, de não estar apaixonado, conhecendo a pessoa; já em Boemia, o clipe não tem tantas cores, e é sem o olhar e a presença que tinha em Sorte; em Cabaret, a gente tem uma construção que gira em torno das lembranças, dialogando com a letra da música, essa é o único dos clipes em preto e branco”, disse a artista em entrevista à Gruvi.



Lembrando de Nós, Mandacaru Acústico #1 (Paizin, Lluaz, Mago de Torso, Gonê OFC e Portugah)


O projeto Mandacaru Acústico lançou seu primeiro trabalho com um clipe da canção “Lembrando de Nós”. A banca de artistas que cantam no vídeo é composta por Paizin, Lluaz, Mago de Tarso, Gonê Ofc e Portugah. Já o beat e produção musical ficou a cargo de Alekrin, do Doctor Studio. O clipe foi gravado no agreste pernambucano, na cidade de Bonito, e traz uma atmosfera atualizada do famoso “Poesia Acústica”, desta vez em uma roupagem nordestina e com novas interpretações.



66 visualizações0 comentário