• Revista Gruvi

Álbuns conceituais, série de EP's e muito mais: confira os últimos lançamentos de julho


Voyage dans l’espace temps suspendu - Rodrigo Samico (álbum)


O pernambucano Rodrigo Samico passeia pelas subjetividades despertadas pelas horas do dia em seu novo álbum “Voyage dans l’espace temps suspendu”, de forma que cada faixa representa um momento das 24h diárias, criando uma narrativa musical e estética.


A obra promove uma reflexão ao ouvinte sobre o que o circunda durante o dia, nos conduzindo a sair da automaticidade e repensar a sinestesia do sol e da lua, por exemplo. No disco, a dualidade entre dia e noite é representada nas melodias das canções. As noturnas, mais elétricas; as diurnas, mais acústicas.


Apesar de ter sido gravado em Paris durante período de estudos do músico na França, o resultado do álbum é bem coletivo e conta com participações de Martina Gouet, Miira, Caroline Tolla, Samico, Zêthó, Martins, Tibério Azul, Gleison Luiz Nascimento participam do projeto.


O material é distribuído pelo selo Solto no Tempo, regido pelos irmãos Rodrigo e Rogério Samico e conta com o apoio da Lei Aldir Blanc LAB PE. Confira:




23 minutos: Corpo, Mente, Religião e comunidade - Cleiton Oliveira (álbum)


A cada 23 minutos a história de um jovem preto é encerrada no Brasil. Como engatar a primeira palavra sabendo que um dos seus pode ser o próximo dentro de minutos? Num álbum visual que mistura protesto, ancestralidade e história, Cleiton Oliveira canta as dores, as vitórias e a cultura do povo preto. 23 Minutos “Corpo, mente, religião e comunidade”, é dividido em 5 faixas que são encenadas em paisagens seculares do estado, como o centro histórico de Olinda, município onde o artista - natural do Rio de Janeiro - reside.


Ser negro no Brasil é Fo** 2.0, Tambores Silenciosos, Ácido, Podres Poderes e 23 minutos trazem reflexões ainda duras aos ouvidos de uma sociedade racista, mas por isso extremamente necessárias, e que não perduram somente nos 17 minutos da obra. As palavras que denunciam a violência urbana, os sonhos interrompidos por um Estado genocida e a dor de uma mãe pela perda de um filho vão além, assim como as imagens do trabalho, que são, visivelmente, resultado de um entendimento coletivo.


O trabalho foi produzido por Hórus Beatz e conta com participações de Thamy Sativa em “Podres Poderes” e do professor Diego Andrev, em 23 minutos, além dos relatos de Rejane Barbosa, que entre as tantas outras criações despertadas pela obra, traz por meio da dor o universo tão real cantado por Cleiton Oliveira.



Maloqueiro Culto - Lício Gomez (Single)


Em um levante contra as reinvenções de "Casas Grandes" vistas ao longo da história no país, Lício Gomez lança Maloqueiro Culto, já disponível nas principais plataformas digitais. Os beats marcantes e as imagens aceleradas do lyric video dão o tom do que narra o artista: a ascensão da cena maloqueira nos mais diversos espaços urbanos, inclusive na arte. Não de forma gourmetizada, mas em plena consciência.


Direção, roteiro e edição são assinadas pelo próprio Gomez. A filmagem é de Silvana Nérias e a realização é da DiGood Filmes.


Confira:



Saudade - Alceu Valença (álbum)


Apostando no estilo voz e violão, Alceu Valença lança o álbum “Saudade”, o segundo de quatro lançamentos nesse formato apresentado pelo artista ao longo de 2021.


A faixa-título é a novidade do trabalho. Composta durante o período de quarentena na pandemia, a canção do poeta andarilho aborda a falta que faz se colocar nas ruas, seja em Recife ou no Rio de Janeiro. “Saudade da estrada, saudade da rua”, diz a letra. A música também relata a falta que faz a apoteose das multidões. “Saudade de amigos como eu confinados / que mesmo distantes estão ao meu lado”

Outra inédita é o samba “Era Verão”, que tem como tema a mudança do jovem Alceu de Recife para o Rio, no começo da década de 1970. Além disso, o disco traz versões intimistas dos sucessos: “Tropicana”, “Ai de Ti Copacabana”, “Andar Andar”, “Tesoura do Desejo”, “Solidão”, “Samba do Tempo”, “Ladeiras” e “Olinda”

Gravado no Estúdio Tambor (Rio de Janeiro), com produção de Alceu Valença e Rafael Ramos, o álbum tem Matheus Gomes na técnica e Yanê Montenegro na produção executiva

Confira:



Magia - Diomedes Chinaski e Cassiano Cacique (Projeto 3x3)


3x3. Três lançamentos com três músicas cada. Uma trinca perfeita. Inspirado no hermetismo, 3x3 é o nome do projeto que une o rapper Diomedes Chinaski e o poeta Cassiano Cacique, ambos pernambucanos.


O primeiro lançamento da série foi o EP intitulado "Magia", formado pelas canções “Minha Saudade”, “Flashback” e “Vai te catar/reza”. O formato também é uma forma de mostrar ao público a carga conceitual do projeto, inaugurando uma nova forma de vivenciar a música.


Entre as referências do projeto estão o jazz, R&B, MPB, rap e samba. Confira:



Sinfonia nº5 - BENZA (Single)


O sonho de um dia viver mais um verão solar. O projeto musical BENZA nasceu do reencontro de dois velhos amigos que se conheceram na efervescente cena musical dos anos 90 e 2000 do Recife. Victor Dreyer, artista plástico, poeta e músico, cursava o mestrado em pintura na Escola de Belas Artes de Lisboa, Portugal, enquanto Rafael Infa, trabalhava como produtor musical. Com o single Sinfonia nº5, os dois dao inicio ao projeto BENZA.


Enquanto um projeto de música pop, tropical e dançante, a faixa Sinfonia nº5 foi produzida eletronicamente com suporte de sons orgânicos e regionais. Essas experimentações geraram o conceito “Eros V.“, que dá nome ao primeiro álbum, ainda sem data de lançamento. "A faixa foi escolhida como primeiro lançamento por sintetizar bem o BENZA: eclético, dançante e falando de amor; sentimento este, tão necessário para o momento atual".


Ouça a música:


Sudoeste - Almério e Jorge Salomão (Single)


Tenho por princípios

Nunca fechar portas

Mas como mantê-las abertas

O tempo todo

Se em certos dias o vento

Quer derrubar tudo?


Parte do disco Poéticas, que homenageia Jorge Salomão, Almério lança a parceria em parceria com a canção Sudoeste. O projeto está em execução pelo Selo Sesc. A gravação é uma interpretação da canção de Adriana Calcanhotto. O disco sairá completo ainda neste ano.


Confira:


Rei Bantu - Jorge Du Peixe


Jorge Du Peixe, conhecido pela carreira como vocalista da Nação Zumbi, partiu da pausa no ritmo de shows e turnês da banda para criar um álbum que vai direto para um das referências máximas da música nordestina: Luiz Gonzaga. O single Rei Bantu abre passagem para o disco Baião granfino, previsto para ser lançado em setembro pelo selo Babel.


Ouça o single:


Gotas de Sangue - João Fênix (Álbum)


​O músico pernambucano João Fênix lança nas plataformas seu sétimo álbum de carreira. Gotas de Sangue é um trabalho de domínio vocal e poder de interpretação. Acompanhado do pianista Luiz Otávio, Fênix interpreta canções de Chico Buarque, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Angela Ro Ro, Dolores Duran, Ivor Lancelotti, Zeca Veloso, entre outros.

Ouça o disco:


53 visualizações0 comentário
frufru.png